TRANSPORTE GRÁTIS EM COMPRAS ACIMA DE 75€ NOS PRODUTOS EM PROMOÇÃO

HISTÓRIA

A existência da Scorpio está intimamente ligada à força de vontade de um homem, Américo Leal que desde o dia em que deixou de ser funcionário da administração local, na Câmara de Porto de Mós, para se dedicar ao sector privado, onde começou a trabalhar numa firma de comércio e distribuição de bebidas, o que surgiu «como resposta a um desafio», salienta.

americo leal scorpio

 Américo Leal

«As coisas correram bem», confessa Américo Leal. Um dia, resolveu começar a sua carreira a solo, como empresário em nome individual, estabelece-se na Vila de Porto de Mós, com a Garrafeira Alcaide em 1989, «porque ficava perto do Rio Alcaide» diz. O crescimento deste primeiro negócio individual leva-o a pensar na constituição de uma empresa com o mesmo nome, o que se revelaria uma desilusão, porque o nome «Alcaide», não foi aceite no registo «por já existir uma marca de aguardentes com o mesmo nome».

 

 

Dos derrotados não reza a história e, por isso, «sonhei com o nome Solar da Cepa». Do sonho à realidade foi um instante, assim nasceu em 1992, uma empresa que rapidamente se afirmou no mercado. A comprovar a qualidade do serviço, está o facto de muitos dos actuais clientes da Scorpio afirmarem peremptoriamente que «já são nossos fornecedores desde que eram Solar da Cepa».

Em 1995, Américo Leal, com o Solar da Cepa, aposta no mercado de Coimbra e adquire 50 por cento de uma empresa local – “Armazéns Ideal Mondego”, que já possuía um cash and carry como ponto de venda.

Em Novembro de 1996, concretiza a mudança para as actuais instalações, em São Jorge, depois de um processo de compra do terreno e construção das mesmas.

Em 1997 continuou a sua fase de expansão com a abertura de mais um armazém de venda em Leiria.

Em 1998, adquire a totalidade da empresa “Armazéns Ideal Mondego”, em Coimbra.

Ainda no ano de 1998, no fim de todo este percurso no sector, é constituída a sociedade anónima Scorpio, S.A., cujo crescimento pode ser sintetizado de forma simples: de uma facturação na ordem de um milhão de euros no ano arranque, para uma facturação actual de cerca de 5 milhões de euros.

Em 2001,um visionamento pelas estatísticas publicadas em órgãos de comunicação social, revela dados interessantes. Na listagem referente às «1.000 Maiores Empresas », por vendas e a nível nacional, publicada pela Revista Exame em 2001, a Scorpio surge na posição 191.

Em 2002, é a vez das estatísticas feitas pelo Semanário Económico, abrangendo as melhores 1.500 PME nacionais, integrar a Scorpio, na 396ª posição. Em 2000, já o semanário Região de Leiria a havia cotado como a número 75, entre as empresas do distrito de Leiria.

Sabendo-se que estas classificações abrangem todos os ramos, fácil será entender que as classificações obtidas pela Scorpio a colocam numa posição cimeira no seu sector específico.

Em 2008, a aquisição da marca NETO COSTA, confere à Scorpio uma posição líder de mercado, em relação a um lote muito alargado de produtos, de onde se destacam a “Tijuana”, “Amêndoa Amarga”, “Absinto” e “Tríplice Seco” entre outros, com várias medalhas de Ouro e Prata ganhas em concursos Internacionais, o que permite á Scorpio concretizar uma forte aposta na expansão destes produtos no Mercado Nacional onde já são sobejamente conhecidos, mas e principalmente Mercado Internacional onde o crescimento destes é enorme.

Neste momento a Scorpio configura-se como uma das maiores empresas nacionais no ramo da distribuição de bebidas, obtendo honrosos lugares nas estatísticas, sendo desde 2008 PME Líder, o que num sector extremamente competitivo, é prova do rigor e dinamismo colocados na gestão.

«Tudo isto foi possível porque sempre encontrei clientes que se tornaram nossos amigos, confiavam na qualidade do serviço e davam sugestões» Américo Leal.

Como cliente, Jorge Duarte, sócio-gerente da conhecida discoteca Palace Kiay, uma empresa com 30 anos, conhece o trabalho de Américo Leal desde o princípio e com ele se tem mantido. «É um serviço óptimo e, acima de tudo, personalizado; com a preocupação de estar sempre perto do cliente. Estou convencido que com a capacidade e dinamismo, o serviço, que já é muito bom, sê-lo-á ainda mais», diz.

No final de Novembro de 2011 a Scorpio deu mais um paço na sua evolução, inaugurando uma nova garrafeira. A loja tem uma gama de produtos que roça as 3.000 referências e inclui toda a espécie de bebidas, incluindo vinhos tranquilos, espumantes e destilados. Bem como alguns produtos gourmet, como azeites, queijos e enchidos. O Vinho do Porto está em grande destaque, com uma colecção que abarca mais de um século de datas de colheita. O espaço vai servir ainda para “jantares vínicos todos os fins-de-semana, assim como provas de vinhos e noites de fados”. A ambição deste empresário não acaba aqui. Vai fazer melhoramentos graduais e afirma que “dentro de 3 anos quero ter a melhor garrafeira nacional”.